☎ (47) 3056-3798

BLOG | FCLIMA ENERGIA SOLAR

“Pacotes de recuperação contra pandemia deveriam incluir iniciativas de transição energética", diz IRENA (Agência Internacional de Energia Renovável)

Medidas de estímulo econômico em resposta a pandemia de coronavírus deveriam promover iniciativas de transição energética e colocar o mundo em direção à segurança climática, aponta a Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA). A organização defende que, ao colocar fontes de energia limpa como parte integral dos planos de recuperação, os países irão avançar na busca de um futuro mais saudável, inclusivo e resiliente.

 

“A transição energética está se tornando cada vez mais viável em função de políticas de longo prazo, inovações e queda dos custos da tecnologia”, diz o diretor geral da IRENA, Francesco La Camera, por meio de comunicado."Energia Solar e Eólica se tornaram as fontes mais baratas em muitos mercados, com o setor renovável em vias de atingir paridade de custo em poucos anos.”

 

Ele destaca que, nos últimos anos, novas capacidades adicionadas a matriz energética são dominadas por fontes renováveis. “Somente no ano passado, essas fontes responderam por quase três quartos da capacidade de energia adicional do planeta.”

 

Para o dirigente, o impacto econômico da pandemia é abrangente, atingindo de maneira diversa diferentes setores, incluindo as renováveis. “Os governos podem utilizar uma transição energética baseada em renováveis para gerar uma série de soluções para esse momento difícil. Muitas dessas tecnologias podem ser rapidamente alavancadas, ajudando a reviver indústrias e a criar novos empregos.” De acordo com a IRENA, o setor totalizou 11 milhões de trabalhadores no mundo em 2018 e esse número poderá quadruplicar em 2050.

 

La Camera expressa que 2020 deveria ser um ano de virada para o desenvolvimento sustentável. A pandemia e suas consequências interromperam tendências e projeções. “Ainda não temos certeza de como será o mundo após o COVID-19. O volume de vidas perdidas é devastador e os efeitos em comunidades e economias trarão a necessidade de estratégias de longo alcance.”

 

Ele defende que a resposta deve fornecer mais do que um resgaste das estruturas socioeconômicas existentes. “Agora, mas do que nunca, políticas públicas e decisões de investimentos devem estar alinhados com a visão de um futuro sustentável e justo. São objetivos certamente ambiciosos, mas completamente alcançáveis por meio de uma resposta coletiva e coordenada.”

𝘍𝘰𝘯𝘵𝘦: 𝘩𝘵𝘵𝘱𝘴://𝘪𝘴.𝘨𝘥/𝘭𝘘1𝘱67

TEM ALGUMA DÚVIDA SOBRE O SISTEMA FOTOVOLTAICO?

Entre em contato conosco clicando no botão abaixo.